Como incentivar o enfrentamento à exaustão mental no ambiente farmacêutico de trabalho?

Para Manoel Conde Neto, empresário e fundador da Farma Conde, a exaustão mental é algo que pode ser causado em qualquer ambiente de trabalho, inclusive o farmacêutico. No entanto, é necessário que medidas sejam tomadas pelos gestores a fim de que todos os colaboradores possam enfrentá-la de forma consciente e saudável. Sendo assim, se este é um assunto do seu interesse, não deixe de acompanhar este artigo até o final.

Entenda o conceito

Em primeiro lugar, o renomado Manoel Conde Neto acredita que a exaustão mental nada mais é que o esgotamento mental, um problema emocional causado por questões do trabalho. Isso é muito grave, visto que umas das principais causas é o trabalho em excesso ou aquele realizado sob pressão. 

Por essa razão, o empresário Manoel Conde Neto considera de suma importância se atentar às causas desse problema, seja para evitá-lo, seja para tratá-lo. No entanto, você sabe quais são os principais causadores? Se a resposta for não, é importante que você saiba, ainda assim, que pessoas de qualquer idade e trabalho podem ser afetadas por ela.

Saiba quais são as causas

Desse modo, pode-se dizer que as pessoas que possuem uma rotina intensa de trabalho, assim como uma rotina desgastante, com muitos compromissos, com uma curta noite de sono e pouco tempo para lazer, possuem mais propensão a ficarem exaustas mentalmente, visto que o corpo necessita de repouso, tanto quanto a vida necessita do trabalho. Logo, se as duas coisas estão em desequilíbrio, é o emocional que será afetado.

Mas, não somente isso, o fundador da Farma Conde considera, ainda, que o uso excessivo de telas ao longo do dia, uma quantidade elevada de informações para assimilar e a preocupação excessiva com outras coisas quando não se está “na hora certa” de realizá-las, é, para Manoel Conde Neto, causadores importantes da exaustão mental.

Como enfrentar a exaustão mental

Visto isso, o empresário Manoel Conde Neto entende que é necessário, afinal, enfrentar a exaustão mental, a fim de que se recupere a saúde mental. Para isso, são necessárias algumas medidas que devem ser tomadas por gestores dentro do próprio ambiente de trabalho. No caso das farmácias, o processo não é diferente, mas pode ser mais fácil, uma vez que trata-se de um ambiente cuja expressão “trabalho sob pressão” não condiz com o mesmo. 

Sendo assim, sem mais delongas, Manoel Conde Neto compreende que estar atento aos sinais dos colaboradores, assim como entender e ajudá-los em suas dificuldades cotidianas, escutá-los e ter uma comunicação transparente, são as principais formas de contribuir no enfrentamento à exaustão de seus colaboradores. No entanto, mais do que isso, oferecer descansos e horas de descompressão também faria a diferença.

Get in Touch

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Ultimas notícias